Acabei de ler: A mulher que não prestava - Tati Bernardi


Muito feliz com o retorno que vocês têm me dado nas últimas resenhas de livro - muitos acessos e muitos comentários! Isso me anima não apenas a ler mais mas também a fotografar e falar sobre as leituras.

O livro escolhido de hoje foi A MULHER QUE NÃO PRESTAVA, escrito por TATI BERNARDI (amo e tem teeempo!) e publicado pela EDITORA PANDA BOOKS.
Vem!


ASPECTOS FÍSICOS

Tenho sentimentos conflitantes sobre a capa do livro; ao mesmo tempo em que acho ela interessante por ter tudo a ver com o título do livro, não gosto muito da ilustração e, depois de ler o livro, é perceptível que a mensagem é exatamente oposta.

Tirando isso, o livro não tem detalhes no interior mas a fonte tem um tamanho bom, assim como as margens e espaçamento; as folhas são amareladas.
A mulher que não prestava possui 148 páginas com 29 contos.


SINOPSE

Em A mulher que não prestava não temos uma sinopse linear, afinal, tratam-se de contos; porém, como todos os textos são em primeira pessoa consigo enxergar a autora em cada um deles falando sobre diferentes episódios de sua vida atual.
Os temas são os mais diversos possíveis mas abrangem relacionamentos amorosos, amizades, preconceitos, trabalhos, relações hierárquicas e manias de todos os tipos.


OPINIÃO

O que é, para você, uma mulher que não presta?
Talvez seja aquela que acha o marido alheio maravilhoso ou, quem sabe, aquela que não para em emprego algum; nada disso, a mulher que não presta é aquela que não contribui em nada com a sociedade e só quer ficar deitada em casa de pijama.
Todas elas podem ser mulheres que não prestam e todas elas podem ter sido você em alguma situação da vida.

Tati Bernardi tem um dom - o dom de falar sobre si mesma, sobre suas qualidades mas, principalmente, sobre seus defeitos, de um modo extremamente único e confessional. Os contos acabam tornando-se confissões, como se você estivesse lendo o diário mais secreto de alguém ou conversando com o seu próprio alter ego.

LEIA MAIS:
➤ Acabei de ler: Uma Praça em Antuérpia - Luize Valente
➤ Acabei de ler: O sol é para todos - Harper Lee

A identificação com essa mulher que não prestava começa desde o primeiro conto! Aos poucos, dá pra entender que essa tal mulher é taxada assim por não ser perfeita, por assumir seus erros e dificuldades e brigar por suas necessidades e vontades. Acabamos percebendo com o decorrer dos contos e causos que, apesar de termos vontades tão únicas e tão diferentes, somos todas uma só em uma busca própria. Esse senso de identidade é lindo no livro!

A autora é extremamente engraçada, seu humor é irônico, negro e inteligente. E o livro voa, é possível lê-lo inteiro em uma única sentada sem cansar, sem monotonia. E foi exatamente assim que aconteceu comigo, não consegui largar!

Meus contos preferidos foram: A Retrospectiva dos Idiotas, Eu só queria um namorinho de portão, O amor é uma doença e O Homem da Escada.


TRECHOS

❤ "Sim, a tecnologia é mesmo fantástica, só que hoje eu queria sumir com você para um lugar onde não pegasse o celular, não pegasse a internet, não pegasse a televisão, mas que a gente, em compensação, se pegasse muito." 
- págs. 37 e 38 em Eu só queria um namorinho de portão

❤ "Eu procuro você desde o dia em que nasci; não, eu não dependo de você nem para andar, nem para ser feliz, mas como seria bom andar e ser feliz ao seu lado.
Só que estamos com um problema: vai ser um pouco difícil a gente se conhecer porque tenho evitado sair de casa." 
- pág. 38 em Eu só queria um namorinho de portão

❤ "Quem disse que eles são obrigados a nos amar eternamente só porque conheceram de perto a nossa beleza interior? E, finalmente: que mal há em sermos gostosas e os homens quererem nos comer? Por que isso parece ofensivo? Por que nos sentimos usadas se ambos estão lá de livre e espontânea vontade?" 
- pág. 98 em Romântica pra Cacete


O livro está disponível para venda:
Livro físico PANDA BOOKS | AMAZON 
E-book AMAZON 


Minha edição tem esse autógrafo LINDO da Tati pois foi um pack que a Panda Books realizou há bons anos e fico muito feliz de ter adquirido com essa assinatura!
Estou te esperando lá no Skoob pra compartilharmos todas as leituras dessa quarentena!

Qual foi o último livro que você leu?

Fique bem, fique em casa.
Beijos

My Family Cinema: o melhor lugar para assistir a filmes e séries!


Se eu contar pra vocês que NUNCA assinei Netflix, nem no mês gratuito, vocês acreditam? Haha.
Deixa eu contar o motivo. Alguns anos atrás, decidimos não ter mais TV paga em casa e, nessa época, a história da Netflix estava começando e nem existiam outros serviços de streaming.
Chegamos a cogitar contratar o serviço, porém, ao comprarmos uma TV nova, resolvemos investir em um aparelho receptor de canais e, nele, conhecemos o MY FAMILY CINEMA.


E ficamos apaixonados!
Durante dois anos, ganhamos o serviço do MFC gratuitamente e, depois, tivemos que assinar para continuar usufruindo.
Agora deixa eu te explicar porquê gosto tanto do serviço!

No MFC, é possível assistir a filmes novos e antigos; de diversos países e diferentes locais de produção. Todos os arquivos são em alta qualidade e com opção de dublado e legendado. A agilidade deles para colocar os filmes na plataforma é incrível - muitos filmes levam menos de 1 semana pra chegar após sair dos cinemas.
O catálogo é realmente ENORME! Até hoje não teve filme que queria ver e não achei por lá.

LEIA MAIS:
➤ 5 Filmes Estranhos

A parte de séries também é incrível! Por lá, consigo assistir a séries do Hulu (como O Conto da Aia e Pequenos Incêndios em toda Parte) e de outras tantas plataformas, sempre com ótima qualidade.
As abas de Filmes e Séries são divididas em muitas categorias - gênero, sagas, prêmios (dá pra encontrar todos os filmes indicados ao Oscar de muitos anos em uma mesma aba), atores/atrizes, diretores, nota e muitas outras categorias que facilitam demais a busca.
Isso é maravilhoso, inclusive, para aqueles momentos em que não sabemos o que queremos assistir!


Além dessas sessões fixas, toda semana a página inicial do MFC traz novidades temáticas - pode ser por uma data (como Halloween ou Dia das Crianças) ou por uma produção que fez muito sucesso (e eles separam dicas parecidas). Há também uma aba KIDS, claro!

Ok, ok, muita coisa legal (aliás, já falei do catálogo enorme e mais completo que conheço?!) mas e o preço, hein?
Os serviços de streaming, apesar de estarem elevando os preços continuamente, seguem tendo um preço aceitável, na grande maioria. E eu considero o preço do My Family Cinema um dos melhores do mercado!
O plano básico custa pouco mais de R$ 120,00 AO ANO e, se quiser testar apenas um mês, o preço é menos de R$ 15,00. No plano básico, você tem direito a apenas um ponto de acesso -  que pode ser na TV, no celular ou no computador.

AQUI tem o link para conhecer todos os planos e preços do MFC.


Minha surpresa com o serviço do My Family Cinema foi muito positiva; tive apenas um erro durante o tempo de assinatura que foi prontamente corrigido e sempre que percebi alguma falha em algum dos filmes ou séries, ele foi logo corrigido. Excelente mesmo!

Para que a plataforma funcione bem, é preciso ter um sinal de internet (cabo ou Wifi) de, no mínimo, 5MB. Instabilidades do sinal podem fazer com que o carregamento seja lento ou trave mas não é comum ocorrer!

Aproveitando o tema, me deixem dicas de filmes e séries pra essa quarentena! Estou carente de produções diferentes!

Fique bem, fique em casa!
Beijos

Resenha: Corretivo PANVEL Makeup


Bora para mais uma resenha de produto? Acho que essa resenha vai ser sucesso e já adianto que eu amo esse produto, é meu escolhido como corretivo há mais de 2 anos!

Vem saber tudo sobre a minha experiência de uso com o CORRETIVO da PANVEL MAKEUP!

EMBALAGEM


A embalagem possui um visor transparente em que é possível visualizar o tom do corretivo na hora da compra, o que facilita caso a loja não tenha produto para teste. O tamanho do recipiente em que fica o corretivo é adequado para pegá-lo com pincel, esponjinha ou dedo.
A trava de abertura e fechamento é firme sem ser difícil para abrir, o que facilita o manuseio na hora de fazer a maquiagem.
Concluindo, acho a embalagem prática, funcional e ainda com um tamanho bom para levar em necessaire.

LEIA MAIS:
➤ PAPO ENTRE GURIAS: Tua maquiagem te aprisiona?!
➤ Procedimentos estéticos que eu NÃO faria!

PRODUTO

O corretivo compacto da Panvel tem uma consistência super boa, fácil de retirar da embalagem e fácil de aplicar.
A cor ideal pra minha pele é o bege claro e, além dessa, ainda existem a bege mel, bege natural e bege caramelo - vejo esse como um dos principais pontos negativos do produto já que a gama de tons é bem pequena; não tendo, por exemplo, nenhum tom para peles negras.
A consistência do produto é ótima facilitando a aplicação e não há cheiro marcante.

RESULTADO

1ª foto: pele sem correção
2ª foto: lado direito corrigido com corretivo em pontos críticos | lado esquerdo sem correção
3ª foto: lado direito com corretivo em pontos estratégicos | lado esquerdo com corretivo em pontos estratégicos + CC Cream

Gosto muito do resultado do corretivo da Panvel Makeup tanto que esse é o meu terceiro! Apesar da gama de cores reduzida, o bege claro fica ótimo na minha pele - com um tom abaixo do tom normal como eu gosto para corretivos.

Acho o tamanho da embalagem super inteligente, é pequena sendo possível levar na necessaire e é grande o suficiente para retirar o produto sem dificuldade.
A textura do corretivo é firme mas fácil de espalhar; não seca rápido demais sendo possível ajustar o produto no rosto. A cobertura de manchas, olheiras e espinhas é suficiente para o dia a dia, não deixa pesado ou artificial; fica ótimo sozinho e permite diminuir bastante a quantidade de base para cobrir os defeitos.

Por ele não ser líquido, percebo que acumula menos nas linhas de expressão e na pálpebra. A duração é média; se passo o dia todo com ele, percebo falhar no final da tarde mas o aspecto ainda é aceitável.

LEIA MAIS:
➤ Resenha: Sabonete Cremoso Esfoliante Exótico Nativa Spa O BOTICÁRIO

CUSTO x BENEFÍCIO


Eu não lembro o valor exato que paguei no produto na loja física mas, no site da Panvel, o corretivo custa R$ 11,99 (link aqui!).
E, sinceramente, acho o preço incrível ainda mais associado ao resultado. Difícil pensar em outro corretivo nessa faixa de preço no mercado.

Já usaram o corretivo ou outro produto da Panvel Makeup? O que acharam?

Fique bem, fique em casa!
Beijos.

E-books GRATUITOS para ler na quarentena!


Como andam os dias em casa por aí?
Estão conseguindo aproveitar a maior quantidade de tempo livre pra ler, estudar, fazer exercício ou está difícil desviar do assunto do momento?

Como contei aqui, eu preciso continuar trabalhando porém meu horário diminuiu um pouco e tenho conseguido aproveitar o tempo para cuidar mais da casa e até ler um pouco mais do que o comum.
Fiquei muito feliz quando vi o tanto de e-books que estão sendo disponibilizados gratuitamente pelas editoras nesses dias e fiz essa lista pra quem quiser aproveitar também!
Tem muito livro bom e dá pra garantir uma distração das notícias.


Felicidade Incurável - Fabrício Carpinejar LINK | Orlando - Virginia Woolf LINK (até 21/04)


Deuses Caídos - Gabriel Tennyson LINK (até 21/04) | Coração-Granada - João Doederlein @akapoeta LINK (até 21/04)


Supernormal - Pedro Neschling LINK (até 21/04) | Amoras - Emicida LINK (até 21/04)

LEIA MAIS:
➤ Acabei de ler: O sol é para todos - Harper Lee


Extraordinárias - Mulheres que revolucionaram o Brasil - Duda Porto de Souza e Aryane Cararo LINK | Mulheres na Luta - 150 anos em busca de liberdade, igualdade e sororidade - Marta Breen e Jenny Jordahl LINK

Pra quem quiser investir, a edição de Extraordinárias em capa dura, toda holográfica, é divina; daqueles livros que vale a pena ter na coleção!


Transformando suor em ouro - Bernardinho LINK (até 19/04) | Todos contra Todos - Leandro Karnal LINK (até 13/04)

Se baixar algum desses e-books, me conta como foi a leitura!
Me adiciona no Skoob também pra conferir tudo que eu ando lendo nessa quarentena.

Fique bem, fique em casa!
Beijos.

Obs.: Alguns links para baixar os e-books gratuitos podem não estar mais disponíveis devido ao encerramento da promoção!

Acabei de ler: O sol é para todos - Harper Lee


Segundo livro terminado do ano! Sei o quanto esse ritmo de leitura que tenho pode parecer bem insignificante pra muita gente que lê mais de 5 livros por mês hehehe mas, para mim, considerando minha rotina, estou comemorando uma vitória. Ainda mais porque sabia que a leitura desse livro ia ser densa e poderia se arrastar!


Então, hoje tem resenha de O SOL É PARA TODOS, escrito por HARPER LEE e publicado pela Editora Jose Olympio (5ª edição). Livro que é vencedor do Prêmio Pulitzer de Literatura e que eu já tinha ouvido falar muito bem antes mesmo de começar a ler.


ASPECTOS FÍSICOS

Gosto muito da capa desse livro pois acho que a união de várias cores fortes trazem um reflexo muito bom da história. O restante da edição é simples, sem detalhes mas sem dificuldades na leitura; são 350 páginas divididas em 31 capítulos.
Agora, deixa eu contar pra vocês que o Grupo Editorial Record lançou uma edição simplesmente MA-RA-VI-LHO-SA em dourado e capa dura, essa aqui ó! Juro que dá até vontade de comprar de novo haha!


SINOPSE

Scout é uma menina que mora em Maycomb junto com seu pai, Atticus, e com seu irmão, Jem. Maycomb é uma cidade pequena, onde todos são vistos e vigiados uns pelos outros.
Durante um verão, Scout e Jem conhecem Dill; por conta da curiosidade para descobrir o rosto do recluso e estranho vizinho, Boo Radley, eles acabam constituindo uma amizade de muitos anos.

Essa amizade acaba os levando a acompanhar um caso polêmico que Atticus, que é advogado, vai defender: Tom Robinson, um homem preto, é acusado de estuprar uma mulher. Qual será o fim desse julgamento? Quais serão os outros julgamentos que virão a partir desse? O quanto esse episódio mudará a história de Maycomb?


OPINIÃO

O Sol é para Todos é um livro denso, pesado e reflexivo. A história e os fatos vão acontecendo, aparentemente, sem muito pretensão, seguindo um ritmo bem parecido com o da nossa vida mesmo. Mas, ao final, percebemos como todo fato forma um conjunto da situação e serve como pano de fundo para delimitar lugares e personagens importantíssimos.

Comecei a leitura sabendo que a história do livro era um tanto pesada mas o fato de ela ser narrada por uma personagem jovem deixa a leitura mais fluída e leve. Pela idade e por uma baixa compreensão de falas e atitudes, a narradora acaba tornando-se o ponto imparcial da história e, ao mesmo tempo, expõe situações tensas com uma ingenuidade tocante.

Foi difícil engrenar a leitura no início, as primeiras 150 páginas parecem sem objetivo, um amontoado de fatos isolados (porém, como falei acima, cada uma das situações apresentadas são importantes para formar o todo que é a base dessa história). Acredito que esse início possa fazer muitas pessoas desistirem da leitura.
Apesar disso, insistam! Quando a história ganha corpo e passamos a enxergar os preconceitos, sejam eles maiores ou menores, com mais clareza, o livro é simplesmente genial! Escrito de forma primordial e com muitos personagens que parecem ser alguém que conhecemos.

Meu maior destaque fica com o personagem Atticus Finch, o advogado e pai das crianças. Conhecemos um homem que aparenta ser mais velho, cansado e retraído mas muito sábio, dedicado e, por fim, livre mesmo com os julgamentos tecidos sobre ele e sobre a família em Maycomb.


TRECHOS

❤ "[...] eu deveria ser um raio de sol na vida solitária do meu pai. Respondi que qualquer pessoa podia ser um raio de sol mesmo usando calças compridas, mas minha tia disse que eu tinha de me comportar como um raio de sol também [...] quando contei a Atticus, ele disse que na família já tinha muito raio de sol e que eu podia continuar do jeito que era, que estava bom para ele." 
- pág. 108

❤ "Essas pessoas certamente têm o direito de pensar assim, e têm todo o direito de ter sua opinião respeitada - considerou Atticus. - Mas antes de ser obrigado a viver com os outros, tenho de conviver comigo mesmo. A única coisa que não deve se curvar ao julgamento da maioria é a consciência de uma pessoa." 
- pág. 135

❤ "- Os poucos moradores desta cidade que acham que justiça não é só para os brancos, os poucos que acreditam que um julgamento justo é um direito de todos, não apenas nosso. As poucas pessoas que, ao verem um negro, têm a humildade de pensar: "Aquele poderia ser eu, não fosse a bondade do Senhor." As poucas pessoas nessa cidade que têm berço." 
- pág. 294


Aproveita a quarentena pra ler esse clássico da literatura e refletir sobre a história!
Livro físico: Capa laranja RECORD | SARAIVA | AMAZONCapa dourada RECORD | SARAIVA | AMAZON
E-book: AMAZON | CULTURA

No meu Skoob, compartilho alguns insights durante a leitura, então vem, me adiciona lá e já descobre qual a próxima leitura que engatei!

Beijos.

São tempos difíceis.


São tempos difíceis.
Há alguns dias, tenho tido vontade de vir aqui nesse canto que amo tanto e pra onde dedico tanto, falar sobre o outro lado da minha vida, o lado médica/profissional de saúde/população de risco. Mas, ao mesmo tempo em que tenho vontade, sinto uma angústia de falar mais sobre o assunto e de tentar colocar em palavras tantos sentimentos e falhar, pois é inevitável falhar nesse momento.


Queria falar sobre como é difícil precisar ir trabalhar todos os dias e que, apesar do juramento, minha real vontade é ficar em distanciamento social, é não ser o vetor para a pessoa que amo e mora comigo. Queria falar que tenho vontade de chorar ao pensar em ir trabalhar amanhã sabendo que não terei aquele equipamento de proteção todo que aparece na televisão - talvez cheguem máscaras.

Ao mesmo tempo que começo a pensar em mim e no meu umbigo, lembro das pessoas que não têm renda garantida e que não sabem como vão sobreviver ao mês. Lembro de quem já está com familiares doentes por conta desse vírus e está travando uma batalha à parte e à distância da pessoa que ama.

E a gente fica tão centrado na nossa bolha, nas situações que nos alcançam que até esquecemos da margem; daqueles que sempre estão à margem. Tenho medo pela extensa população das favelas no Brasil que nunca teve o mínimo de assistência e que seguirá não tendo, que verá muitos e muitos e muitos dos seus serem mortos e não virarem nem estatística. Tenho medo pela população de rua; será que sabem porquê a cidade está vazia? Será que terão o que comer nos próximos dias?

Vejo pessoas (coincidentemente apenas grandes empresários) preocupados com a economia. Apenas coincidência, provavelmente!
Salvar vidas nunca foi uma prioridade; assim como nunca foi fortalecer o sistema de saúde, distribuir capital, dar renda e condições mínimas para os que precisam.

E eu, que nunca tive crises de ansiedade ou nenhum tipo de problema psicológico, passei a conviver com um aperto no peito, por mim e por tantos. Estou dentro do sistema de saúde, diariamente, e sei que não há leitos de UTI, não há ventiladores, não há nem material ou medicação. Falta o básico, sabe? Falta até organização sobre condutas, protocolos e medidas.

Nesse momento, não tenho - não temos - uma palavra de apoio, de carinho ou de força. A situação é desesperadora. Não nos preparamos como devíamos e ainda cometemos muitos erros durante esse processo.
Fiquem em casa. Cuidem-se. Lavem as mãos. Não cumpram as ordens do presidente. Escutem as grandes organizações de saúde.
Espero que amanhã (ou daqui uma semana ou daqui alguns meses) a gente acorde e o mundo esteja diferente. Por enquanto, a vontade de escrever sobre outros assuntos não apareceu, parece tudo tão insignificante no meio de tanta loucura; quem sabe, daqui a pouco, eu encontre a importância das pequenas coisas em meio ao caos.


Fiquem bem, fiquem em casa.
Cuidem de si, cuidem dos outros.

Beijos.

5 itens em que vale a pena economizar!


Como vocês lidam com o dinheirinho de vocês, gente? Eu tento ser super consciente para não virar escrava; gastar menos, criar menos necessidades ilusórias para poder trabalhar menos e gastar o dinheiro com coisas que realmente acrescentem na vida.

Nem sempre esse pensamento funciona muito bem, não é?! Quando percebemos, estamos cheios de contas em artigos supérfluos e sem dinheiro para aproveitar um dia de folga, um restaurante legal ou uma viagem divertida.

Tentando prestar atenção a isso, fiz uma listinha de itens em que é possível economizar no dia a dia, sem muito esforço!

1. PESQUISE PREÇOS PARA AS COMPRAS DO MÊS


Resultado de imagem para supermercado gif

Fazer supermercado (ou, como eu falo, rancho haha) é uma das grandes economias do mês para qualquer pessoa. A dica aqui é pesquisar; primeiro, escolhendo um supermercado que seja do teu agrado mas que seja competitivo com preços e, se necessário, deixar para comprar itens pontuais em outros locais (por exemplo, produtos orgânicos, carnes etc).
Além disso, é possível usar aplicativos de supermercado para acompanhar promoções e comprar online também. Ou, o que eu mais gosto de fazer, aproveitar o dia da feira para comprar muitaas hortaliças e frutas com preço muito menor!

2. PARE DE PEDIR COMIDA!

Essa dica vem muita atrelada à dica 1, já que só será possível parar de pedir comida por aplicativo se você tiver opções em casa. Então, faça seu rancho do mês no supermercado, mantenha a geladeira e os armários abastecidos com opções para diferentes fomes e evite, ao máximo, pedir comida.
Além de sair bem mais caro no final das contas, evita que você coma tão mal.

3. NÃO ATRASE O PAGAMENTO DAS CONTAS


Resultado de imagem para pagar boletos gif

Existem contas que deverão ser pagas, não tem pra onde correr! Ou você paga o aluguel até a data de vencimento ou paga depois com juros, o mesmo vale para luz e internet. O que eu quero dizer é que toda vez que você atrasa o pagamento de uma conta e paga aqueles reais de juros é um dinheiro que você rasga porque ele não se converte em nada, ele simplesmente some!
Então, supere a preguiça e pague as contas essenciais antes do vencimento! De preferência, pelo aplicativo do banco pra nem precisar sair de casa e não ter desculpa!

4. CUIDADOS DE BELEZA EM CASA

Resultado de imagem para spa day gif

Você pode saber fazer sua própria unha, pode hidratar o cabelo, pode fazer uma limpeza de pele como ninguém ou até se depilar por conta própria. Esse tipo de gasto acaba sendo um fixo mensal para muitas e, ao colocar no montante, pode ser um grana considerável.
Fazendo essa economia com cuidados mais simples é possível até economizar para realizar procedimentos mais específicos que são, normalmente, mais caros.

5. FAÇA OS SERVIÇOS DOMÉSTICOS

Resultado de imagem para faxina gif

Em tempos em que é preciso economizar, minha maior regra é: não pagar por serviços que eu consigo fazer. Todo mundo sente cansaço e preguiça em fazer a faxina, lavar a roupa, tirar o pó mas são exemplos de tarefas em que é possível economizar uma boa graninha!
Organize seus horários, faça um pouquinho por dia, coloque as pessoas que moram na mesma casa que você na tarefa também e bora faxinar!

Fazendo essas pequenas economias consigo reservar uma graninha para gastos que realmente gosto de ter.
Me conta como é a tua relação com o dinheiro - poupa ou gasta tudo?

Beijos.