PAPO ENTRE GURIAS: Tua maquiagem te aprisiona?!


Tenho tido cada vez mais vontade de compartilhar não apenas um pouco sobre os acontecimentos da minha vida no blog mas também sobre os meus pensamentos, meus ideais e até meu modo de enxergar e viver determinadas situações.

Resolvi inaugurar uma categoria nova tanto aqui no blog como no canal do Youtube chamado PAPO ENTRE GURIAS para tentar expressar tudo que achar pertinente em relação à relacionamentos, auto-estima, padrões, feminismo, preconceitos e o que mais for surgindo nessa caçhola que vos escreve hehe.

Para começar muito animada essa tag, temos VÍDEO NOVO no canal!



Algum tempo atrás, durante uma conversa no trabalho, uma das minhas colegas falou que simplesmente não conseguia sair de casa sem se maquiar, no mínimo, tinha que colocar uma máscara de cílios para ir até o mercado.

Eu, naquele dia completamente de cara lavada, tive muitos sentimentos dentro de mim após aquela afirmação: o primeiro foi de admiração ("uau, queria ser assim também, sempre arrumada"); o segundo foi de depreciação ("por que eu não sou assim também?").
Por fim, depois de chegar em casa, com a cabeça mais tranquila, fiquei pensando na história toda e percebi que, na verdade, essa minha colega estava PRESA!

Presa dentro dela mesma, presa dentro dessa imagem que ela construiu pra si, presa dentro de padrões e normas, presa em alguns produtos de maquiagem que ela usa no rosto. E conheço muitas outras mulheres que são assim também!

O que acontece dentro da gente quando esse tipo de situação ocorre?
Uma coisa que foi criada para nosso bem - aqui, no exemplo, a maquiagem criada para aumentar nossa auto-estima, fazer a gente se sentir mais bonita - é transformada em algo com uma conotação ruim - uma amarra na nossa vida que pode até nos impedir de realizar determinadas ações.
É nossa cabeça, usando diversas influências externas que recebemos diariamente, que cria esse tipo de prisão.

É importante que a gente reconheça as nossas próprias dificuldades, o nosso calo no pé (cada um tem o seu) e firme um desafio diário de romper essas correntes.
Romper essas correntes pra tornar a vida mais leve, mais fácil, mais prazerosa e até, eventualmente, mais bonita mesmo sem maquiagem!

Eu estou tentando todos os dias, tentando me olhar com mais carinho e compaixão, tentando entender minhas limitações e minhas decisões e me perdoando mais pelas escorregadas e eventuais erros. Vem comigo?

Espero muito muito que tenham gostado do post e do vídeo!
Me conta?

Beijos.

4 comentários:

  1. Amei o post :D

    http://submersa-em-palavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom, Monyque! Fico muito feliz!
      Beijos.

      Excluir
  2. Acredito que para algumas pessoas não sejam amarras, mas que seja basicamente a forma como ela se sente bem. Tem gente que não gosta de sair sem maquiagem simplesmente por que não se sente bem consigo mesma se não está maquiada, as vezes nem tem relação em como os outros vão vê-la. Eu não me sinto bem saindo na rua sem maquiagem, não por causa dos outros, mas sim por que uma make, mesmo que básica me dá mais confiança pra sair na rua. Porém, quando a preguiça bate, nem o cabelo eu penteio, kkkkk.
    Amei o bate-papo rapidinho.
    Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza, Leslie! E concordo plenamente contigo, se o que importa na hora de usar maquiagem é o teu próprio bem-estar, tem que usar MESMO! Afinal, esse é um dos grandes pontos positivos da make.
      Acho que é importante usarmos maquiagem quando queremos nos sentir melhores e também não usar quando não estamos afim - sem se sentir obrigada ou pressionada!

      Amei teu comentário! E fico muito feliz que tenha gostado!
      Beijos.

      Excluir